Foto - Divulgação/Boeing

A Boeing divulgou hoje (14/01) os seus resultados de entregas e aeronaves encomendadas ao longo de 2019.

Durante os 12 meses de 2019, a Boeing recebeu novos pedidos para 246 aeronaves. Mas cancelamentos e conversas de pedidos deixaram os pedidos líquidos da Boeing em 2019 em negativo. Ao todo ela perdeu 87 pedidos ao longo de 2019.

Um ano antes, em 2018, a Boeing declarou que encerrou o ano com 893 pedidos líquidos, e em 2017 a empresa terminou com 912 pedidos líquidos.

No final de 2019, a carteira de pedidos de aeronaves comerciais da Boeing era de 5406 aeronaves, uma queda de 38 aeronaves em relação às 5444 no início do ano.

A Boeing entregou 380 aeronaves no ano passado, uma queda de 53% em relação às 806 entregas em 2018. O Boeing 737, seu principal produto, deveria representar 65% das entregas, mas a aeronave está impossibilitada de voar desde março.

Em dezembro, a Boeing entregou 35 aeronaves, incluindo seis aviões 737NG (geração antiga), três 767, cinco 777 e 21 787. A Airbus entregou mais de 120 aviões em dezembro.

 

DEIXE UMA RESPOSTA