Boeing descobre mais um problema de fabricação no 787

787-9 Air France | ©Photo: @jpmach2

A Boeing descobriu mais um novo problema envolvendo a fabricação de componentes do 787 Dreamliner. Agora o item afetado é o estabilizador vertical da aeronave.

De acordo com uma nota emitida pela Boeing, a fabricante descobriu no final de 2019 um problema relacionado aos processos de produção do estabilizador vertical. Este tem relação com os calços fabricados para uma seção do estabilizador vertical.

Estabilizador vertical de um Boeing 787. Foto – Boeing Media

Os calços fabricados de forma errada criam vãos excessivos, o que pode causar tensão na estrutura da aeronave ao longo do tempo. Os calços servem para unir seções diferentes do estabilizador vertical fabricado em material composto.

De acordo com a fabricante, não há necessidade imediata de reparos, e assim como o problema nos estabilizadores horizontais, este deve ser identificado durante as revisões da aeronave.

Imagem obtida pelo KOMO News mostra a seção do estabilizador vertical onde há falhas nos calços.

A Boeing já notificou a FAA, e diz que já corrigiu o problema para as aeronaves produzidas a partir de 2020. Os aviões que já foram produzidos, contudo, devem ser inspecionados ao longo do tempo.

Cerca de 700 aviões Boeing 787 podem ser afetados por este problema.

A FAA deve investigar esse problema para conferir se realmente as operadoras da aeronave podem colocar como um item a ser verificado nas revisões. Na pior das hipóteses a FAA pode exigir uma correção imediata, se julgar que a pequena lacuna (de 0,0034 polegadas) criada na ligação entre o estabilizador vertical e a fuselagem, pelo defeito nos calços, seja um motivo para comprometer a integridade estrutural da aeronave.


 

Com informações: KOMO News

DEIXE UMA RESPOSTA