A Boeing Company registrou receita de US$ 23,4 bilhões no primeiro trimestre, refletindo o aumento de entregas comerciais e mix, volume de contratos de defesa e crescimento de serviços (Tabela 1). O lucro GAAP por ação aumentou para US$ 4,15 e o lucro por ação principal (não GAAP)* aumentou para US$ 3,64, refletindo o forte desempenho em toda a empresa.

A orientação do fluxo de caixa da empresa foi aumentada para entre US$ 15,0 e US$ 15,5 bilhões, impulsionado pelo melhor desempenho. A orientação para lucro por ação para o ano todo foi aumentada em US$ 0,50, para entre US$ 16,40 e US$ 16,60, e a orientação para lucro por ação principal (não GAAP)* aumentou para entre US$ 14,30 e US$ 14,50 com base no desempenho.

“Em toda a Boeing, nossas equipes atingiram um alto nível no trimestre, impulsionando o crescimento das receitas e lucros em todas as três unidades de negócios, aumentando a lucratividade e o fluxo de caixa operacional, e entregando mais valor para os nossos clientes”, disse o Presidente, Chairman e CEO da Boeing, Dennis Muilenburg. “Os clientes continuam a reconhecer o valor de nossos produtos e serviços, com pedidos sólidos registrados no trimestre para ofertas de defesa, serviços e comercial, incluindo 221 pedidos líquidos de aeronaves comerciais”.

“Durante o trimestre, nós conquistamos novos negócios importantes, incluindo um contrato inicial para o 28F/A-18 Super Hornets para o Kuwait, uma extensão de contrato do programa de defesa em terra Midcourse da Agência de Defesa de Mísseis, e entregamos o primeiro hardware do sistema de lançamento espacial intertank para a NASA. Nós realizamos o primeiro voo do 737 MAX 7, entregamos o primeiro 787-10 Dreamliner e o primeiro 737 MAX 9. Em nosso negócio de serviços, recebemos um contrato de acompanhamento para apoiar a frota Chinook da Força Aérea Canadense, assinamos um contrato de troca de trem de pouso para a Aeromexico e lançamos a Self-Service Analytics (Análise de Autoatendimento) para complementar nosso portfólio de soluções digitais. Todos esses marcos demonstraram o valor que levamos para nossos clientes por meio da força de nossas ofertas One Boeing”.

“O forte desempenho de nossa equipe no primeiro trimestre, combinado com as perspectivas de mercado positivas em nossos negócios, e nossa confiança na execução de nossos programas de produção e desenvolvimento, nos dá uma base sólida para aumentar nossa orientação para o ano. Continuamos focados em nossa estratégia de crescimento disciplinada, melhor lucratividade e fluxo de caixa para garantir que cumpramos nossos compromissos com nossos clientes e acionistas ”.

     

Tabela  2. Fluxo de caixa

Primeiro Trimestre

(milhões)

2018

 

2017

Fluxo de caixa operacional

$3,136

 

$2,098

 

Menos adições de propriedade, planta e equipamento

($394)

 

($466)

 

Fluxo de caixa livre*

$2,742

 

$1,632

 
 

* Medidas Não-GAAP. Definições completas de medidas de não-GAAP da Boeing estão na página 7, “Divulgações de Medidas Não-GAAP”.

 

O fluxo de caixa operacional da ordem de US$3,1 bilhões no trimestre reflete taxas planejadas mais altas de produção de aviões comerciais, melhor desempenho e cronograma favorável de recebimentos e despesas (Tabela 2).

Durante o trimestre, a companhia recomprou 8,9 milhões de ações por US$ 3,0 bilhões, deixando US$ 15 bilhões remanescentes sob a atual autorização de recompra, que deverá ser concluída nos próximos dois anos. A empresa também pagou US$ 1 bilhão em dividendos no trimestre, refletindo um aumento de 20% nos dividendos por ação em comparação ao mesmo período do ano anterior.

     

Tabela  3. Caixa, Títulos e Valores Mobiliários e saldos devedores

Final do trimestre

(Bilhões)

1º tri 18

 

4º tri 17

Caixa

$9.2

 

$8.8

 

Títulos e Valores Mobiliários1

$0.7

 

$1.2

 

Total

$9.9

 

$10.0

 

Saldos devedores:

   

The Boeing Company, livre de empréstimos entre empresas para BCC

$10.0

 

$8.6

 

Boeing Capital, incluindo empréstimos entre empresas

$2.5

 

$2.5

 

Dívida total consolidada

$12.5

 

$11.1

 
 

1 Títulos e valores mobiliários consistem principalmente de depósitos a prazo devidos dentro de um ano classificados como “investimentos de curto prazo.”

 

O caixa e os investimentos em títulos e valores mobiliários totalizaram US$ 9,9 bilhões, ante US$ 10,0 bilhões no início do trimestre (Tabela 3). A dívida foi de US$ 12,5 bilhões, acima dos US $ 11,1 bilhões no início do trimestre, principalmente devido à emissão de novas dívidas.

A carteira de pedidos total da empresa no final do trimestre foi de US$ 486 bilhões e incluiu pedidos líquidos no trimestre de US$ 34 bilhões. A carteira de pedidos aumentou em relação aos US$ 475 bilhões no início do trimestre, ajustados para refletir a adoção do novo padrão de reconhecimento de receita (ASC 606).

 

Resultados do Segmento

Aviões Comerciais

       

Tabela  4. Aviões comerciais

Primeiro Trimestre

  

(Em milhões de dólares)

2018

 

2017

 

Alteração

      

Entregas de aviões comerciais

184

 

169

 

9%

 
      

Receitas

$13,652

 

$12,953

 

5%

 

Lucros de operações

$1,508

 

$870

 

73%

 

Margem operacional

11.0%

 

6.7%

 

4.3 Pts

 

A receita do primeiro trimestre do segmento de aviões comerciais foi de US$ 13,7 bilhões, refletindo aumento nas entregas e mix (Tabela 4). A margem operacional do primeiro trimestre aumentou para 11%, refletindo o forte desempenho operacional nos programas de produção.

Durante o trimestre, o segmento de Aviões Comerciais entregou 184 aviões, incluindo a entrega do primeiro 787-10 Dreamliner para a Singapore Airlines e a entrega do primeiro 737 MAX 9 para o Lion Air Group. O programa 737 alcançou marcos adicionais durante o trimestre, incluindo o primeiro voo do 737 MAX 7 e a configuração firme do 737 MAX 10.

O programa 737 conquistou mais de 4.400 pedidos desde o lançamento do 737 MAX, incluindo um pedido recente da Jet Airways para 75 aviões adicionais. Refletindo a força do mercado de carga, agora planejamos aumentar a taxa de produção do programa 767 de 2,5 para 3 por mês a partir de 2020. O desenvolvimento do programa 777X segue de acordo com o cronograma, com o início da produção da primeira fuselagem do 777X para testes estruturais.

O segmento de Aviões Comerciais registrou 221 pedidos líquidos durante o trimestre. A carteira de pedidos continua robusta, com mais de 5.800 aviões avaliados em US$ 415 bilhões.

 

Defesa, espaço e segurança

       

Tabela  5. Defesa, espaço e segurança

Primeiro Trimestre

  

(Em milhões de dólares)

2018

 

2017

 

Alteração

      

Receitas

$5,762

 

$5,112

 

13%

 

Lucros de operações

$649

 

$549

 

18%

 

Margem operacional

11.3%

 

10.7%

 

0.6 Pts

 

A receita do primeiro trimestre de Defesa, Espaço e Segurança aumentou para US$ 5,8 bilhões, impulsionada pelo volume do C-17, de caças internacionais e de armas (Tabela 5). A margem operacional do primeiro trimestre aumentou para 11,3% com base na execução e mix sólidos.

Durante o trimestre, o segmento de Defesa, Espaço e Segurança conquistou um contrato inicial de 28 F / A-18 Super Hornets para o Kuwait, um contrato para o C-17 final para a Índia e uma extensão para desenvolvimento e sustentação do programa de defesa em terra Midcourse com a Agência de Defesa de Mísseis.

Continuamos a progredir nos programas de desenvolvimento, à medida que o programa KC-46 Tanker completou os testes de certificação de combustível em carga, o primeiro hardware intertank do Sistema de Lançamento Espacial foi entregue à NASA e a segunda espaçonave Commercial Crew obteve sucesso na inicialização.

A carteira de pedidos de Defesa, Espaço e Segurança foi de US$ 50 bilhões, dos quais 36% representam pedidos de clientes internacionais.

 

Global Services

       

Tabela  6. Global Services

Primeiro Trimestre

  

(Em milhões de dólares)

2018

 

2017

 

Alteração

      

Receitas

$3,943

 

$3,653

 

8%

 

Lucros de operações

$644

 

$623

 

3%

 

Margem operacional

16.3%

 

17.1%

 

(0.8) Pts

 

A receita do primeiro trimestre de Global Services aumentou para US$ 3,9 bilhões, refletindo o crescimento nos serviços comerciais (Tabela 6). A margem operacional do primeiro trimestre foi de 16,3%, refletindo o mix de produtos e serviços.

Durante o trimestre, Global Services conquistou um contrato complementar da Força Aérea Canadense para fornecer serviços completos de logística, suporte de engenharia, cadeia de suprimentos, análise de dados e treinamento para sua frota de Chinooks.

Global Services também assinou um contrato com a Força Aérea Real da Arábia Saudita para serviços de suporte para reparos do F-15 e um contrato da Aeromexico para o programa de troca de trem de pouso do 787. Como parte do Boeing AnalytX, lançamos a Self-Service Analytics (Análise de Autosserviço) para complementar nosso portfólio de soluções digitais, permitindo que os clientes acessem dados para desenvolver insights mais profundos sobre suas operações.

 

Informação Financeira Adicional

     

Tabela  7. Informações Financeiras Adicionais

Primeiro Trimestre

(Em milhões de dólares)

2018

 

2017

Receitas

   

Boeing Capital

$65

 

$92

 

Itens não alocados, eliminações e outros

($40)

 

$151

 

Lucros de operações

   

Boeing Capital

$20

 

$39

 

Ajuste de custo de serviço FAS/CAS

$365

 

$346

 

Outros itens não alocados e eliminações

($311)

 

($221)

 

Outras receitas / (prejuízo) líquidos

$66

 

$26

 

Juros e encargos da dívida

($102)

 

($87)

 

Alíquota efetiva de imposto

12.8%

 

26.4%

 

 

No final do trimestre, o saldo líquido do portfólio da Boeing Capital foi de US$ 2,9 bilhões. A despesa total de pensão no primeiro trimestre foi de US$ 40 milhões, abaixo dos US$ 97 milhões no mesmo período do ano anterior.

A receita de outros itens não alocados e eliminações diminuiu principalmente devido à venda de aeronaves anteriormente alugadas para clientes no primeiro trimestre de 2017. A alíquota efetiva de imposto do primeiro trimestre diminuiu em relação ao mesmo período do ano anterior, principalmente devido à redução da tarifa tributária de imposto federal para 21%.

Previsão

A orientação para 2018 da Companhia está atualizada abaixo (Tabela 8).

    

Tabela  8. Previsão financeira para 2018

Orientação

Atual

 

Orientação

Anterior

(Em bilhões de dólares, exceto dados por ação)

   
    

The Boeing Company

   

Receita

$96.0 – 98.0

 

$96.0 – 98.0

    

Lucro por ação GAAP

$16.40 – 16.60

 

$15.90 – 16.10

Lucro por ação principal *

$14.30 – 14.50

 

$13.80 – 14.00

    

Fluxo de caixa operacional

$15.0 – 15.5

 

~$15.0

    

Aviões comerciais

   

Entregas

810 – 815

 

810 – 815

Receita

$59.5 – 60.5

 

$59.5 – 60.5

Margem Operacional

~11.5%

 

>11.0%

    

Defesa, espaço e segurança

   

Receita

$21.5 – 22.5

 

$21.5 – 22.5

Margem Operacional

~11.0%

 

~11.0%

    

Global Services

   

      Receita

$15.0 – 15.5

 

$15.0 – 15.5

      Margem Operacional

~15.5%

 

~15.5%

    

Boeing Capital

   

Tamanho do Portfólio

Estável

 

Estável

Receita

~$0.2

 

~$0.2

Lucros antes de impostos

~$0.05

 

~$0.05

    

Pesquisa e Desenvolvimento

~$3.7

 

~$3.7

Despesas de Capital

~$2.2

 

~$2.2

Despesas com pensão 1

~$0.1

 

~$0.1

Alíquota efetiva de imposto

~16.0%

 

~16.0%

 

1 Aproximadamente US$1,4 bilhão de pensões devem ser alocados para os segmentos de negócios

* Medidas não-GAAP. As definições completas das medidas não GAAP da Boeing estão na página 7, “Divulgações de medidas não GAAP”.