Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Foto - Boeing

A Boeing está criando uma nova divisão de segurança interna e alterando o estilo de relatórios dos engenheiros, como parte de uma ampla revisão anunciada em 30 de setembro em nome da segurança da empresa.

As mudanças refletem as recomendações relacionadas à segurança aprovadas pelo conselho de administração da Boeing, e divulgadas pela empresa na semana passada. Essas recomendações surgiram de um comitê de revisão de segurança, montado pelo conselho após dois acidentes mortais do 737 MAX.

“Minha equipe e eu adotamos as recomendações de nossa diretoria e estamos tomando medidas imediatas para implementá-las em toda a empresa em parceria com nosso pessoal, enquanto continuamos e expandimos nossos esforços contínuos para fortalecer a segurança na Boeing e na indústria aeroespacial em geral”, afirmou o executivo-chefe da Boeing, Dennis Muilenburg. diz em um comunicado de imprensa.

As mudanças incluem a criação pela Boeing de uma nova unidade “Segurança de produtos e serviços”. Essa divisão “fortalecerá o foco de segurança da empresa”, supervisionando “as responsabilidades relacionadas à segurança atualmente gerenciadas por equipes de várias unidades comerciais e operacionais da Boeing”, afirma.

“A organização reunirá equipes da Boeing – e talentos externos, quando necessário – para aumentar a conscientização, a comunicação e a responsabilidade por questões de segurança dentro da empresa, melhorando ainda mais a segurança de produtos e serviços em toda a empresa”, afirma a Boeing.

A veterana de 34 anos da Boeing, Beth Pasztor, que anteriormente trabalhou como vice-presidente de segurança e conformidade na divisão de aeronaves comerciais da empresa, chefiará a divisão de Segurança de Produtos e Serviços.

Sua equipe analisará “todos os aspectos de segurança do produto, incluindo a investigação de casos de pressão indevida [para cumprir prazos] e preocupações anônimas de segurança de produtos e serviços levantadas pelos funcionários”, afirma a Boeing.

Pasztor também supervisionará a equipe de investigação de acidentes da Boeing, os conselhos de revisão de segurança e sua “Autorização de Delegação da Organização” (ODA).

A Administração Federal de Aviação concede APDs aos fabricantes de aeronaves. As designações dão às empresas autoridade para assumir algum trabalho relacionado à certificação de aeronaves.

Pasztor se reportará ao engenheiro-chefe da Boeing, Greg Hyslop, e a um novo painel do conselho de administração chamado Comitê de Segurança Aeroespacial. A Boeing anunciou a formação desse comitê na semana passada.

A Boeing também está mudando a forma como seus engenheiros se reportam dentro da empresa, anunciando que agora se reportarão ao engenheiro-chefe Hyslop. Na estrutura anterior, os engenheiros da Boeing em diferentes unidades de negócios se dirigiam ao diretor de cada unidade.

“Esse realinhamento ajudará a fortalecer os conhecimentos de engenharia, incentivará uma abordagem em toda a empresa para atender às prioridades de clientes, unidades de negócios e operacionais, além de enfatizar ainda mais a importância da segurança. Também enfatiza ainda mais a criação de oportunidades de crescimento profissional para os engenheiros“, afirma a Boeing. .

A empresa também pretende trabalhar com os clientes para “garantir que os projetos das aeronaves estejam alinhadas com padrões de qualidade e segurança.

 

Via – FlightGlobal

DEIXE UMA RESPOSTA