Imagem de um míssil interceptador- Foto: Autor desconhecido

A Boeing está se unindo à General Atomics Electromagnetic Systems (GA-EMS) e Aerojet Rocketdyne em sua oferta para construir o Next Generation Interceptor (NGI) para a Agência de Defesa de Mísseis dos EUA (MDA). O NGI é um elemento chave do sistema de defesa antimísseis do MDA, projetado para interceptar e destruir mísseis balísticos intercontinentais.

“A equipe liderada pela Boeing fornecerá tecnologia crítica para aprimorar nossa defesa antimísseis nacional”, disse Norm Tew, vice-presidente e gerente geral de Sistemas de Armas e Mísseis da Boeing e executivo sênior da unidade de Huntsville. “Combinados, trazemos décadas de experiência em sistemas comprovados de mísseis e armas.”

Em 12 de agosto, a equipe da Boeing-General Atomics-Aerojet Rocketdyne apresentou uma oferta da NGI que melhorará o desempenho e aumentará a capacidade do país de se defender contra ameaças futuras.

GA-EMS tem uma longa história de fornecimento de tecnologia de mísseis e sistemas complexos para programas críticos de defesa nacional. “Esta parceria combina nossos legados em inovação, reunindo novas ideias para criar uma solução acessível e confiável para se defender contra ameaças emergentes”, disse Scott Forney, presidente da GA-EMS.

Os sistemas de propulsão da Aerojet Rocketdyne alimentaram a defesa antimísseis do país por décadas. “Como o principal fornecedor de propulsão hit-to-kill do país, somos capazes de entregar sistemas de baixo custo e alto desempenho, aproveitando nossa força de trabalho qualificada e investimentos estratégicos em tecnologia e materiais inovadores”, disse Eileen Drake, CEO da Aerojet Rocketdyne e Presidente.

DEIXE UMA RESPOSTA