A Boeing está prosseguindo rapidamente com os testes em solo envolvendo o 777-9X, depois de alguns testes de taxiamento em baixa velocidade, o novo avião da fabricante norte-americana realizou agora o famoso “RTO” (Rejected Take Off).

Esse teste simula uma decolagem abortada, e afere o funcionamento dos reversos, sensores, speedbrakes e freios da aeronave.

Importante observar que nesse procedimento a aeronave não abriu os reversos, e não chegou na velocidade de decisão. Importante notar que as wingtips são abertas já no ponto de espera, para dar ao avião 71 metros de envergadura. O avião taxia com as wingtips fechadas, e após o RTO os pilotos fecham novamente as wingtips para entrar na taxiway.

Você pode conferir como essas wingtips se comportarão em um aeroporto Clicando Aqui.

Veja abaixo detalhadamente uma wingtip do Boeing 777-9X se estendendo para aumentar o tamanho da asa.

 

Vale ressaltar que primeiro voo do Boeing 777-9X foi adiado para o início de 2020, devido à problemas de desenvolvimento dos motores GE9X, fabricados pela GE. A Boeing continua prosseguindo com a certificação da aeronave, apesar desse entrave.

 

 

Boeing 777X

O Boeing 777X conta com duas opções de aeronaves, a 777-8X é capaz de receber 350 assentos em configuração padrão de duas classes, seu alcance é de até 15000 km. Já o 777-9X, a maior variante da família T7 até hoje, será capaz de receber 450 passageiros em uma configuração de duas classes, com autonomia para 13200 km de voo.

O Boeing 777-9X que foi apresentado tem 76,7 metros de comprimento.

O novo avião inclui a combinação de “muitas heranças do 777 e do 787”, disse Beezhold. “Fizemos a fuselagem mais larga do que a do -300ER, para assentos mais confortáveis e fileiras com até 10 assentos.”

O novo 777X exigirá menos impulso do que o -300ER porque terá uma asa mais eficiente. E essa asa é bastante longa a envergadura do 777X chegará a 71,8 metros. Por ser mais amplo do que os gates padrões dos aeroporto, o avião terá uma asa dobrável para reduzir a extensão para 64,7 metros quando em solo.

O 777X é equipado com dois motores GE GE9X, que pertencem à nova geração.

O 777-8X concorre diretamente com o Airbus A350-1000, enquanto o 777-9X está sozinho em sua classe de aeronave, e irá atingir uma necessidade por maior economia mas sem perder a capacidade de transporte. 

Até esta data, o 777X acumulou mais de 340 pedidos fixos e compromissos de seis clientes no mundo inteiro. A primeira entrega está programada para 2020.

Com quase 6 metros de largura internamente, o novo 777X será capaz de receber uma configuração com até 11 assentos por fileira na Classe Econômica, geralmente na distribuição 3-5-3.