Boeing pede que produção de fuselagens do 737 MAX seja interrompida

Foto - Boeing/Divulgação

Um fornecedor importante de peças da fuselagem para o Boeing 737 MAX foi instruído pela fabricante de aviões, a suspender imediatamente a produção, para não sobrecarregar o estoque de fuselagens.

A Spirit Aerosystems foi instruída a parar de trabalhar em quatro fuselagens que estavam em andamento e a não iniciar as próximas 16. Essa é uma clara indicação de que a Boeing está sendo cautelosa quanto aos níveis de produção em meio à atual crise.

Com o cancelamento de pedidos e adiamentos de entregas chegando, a Boeing teve que travar a produção até que o futuro se torne um pouco mais claro.

“Em 4 de junho de 2020, a Spirit AeroSystems recebeu uma carta da Boeing dirigindo a Spirit para pausar trabalho adicional em quatro navios 737 MAX e evitar o início da produção em dezesseis navios 737 MAX a serem entregues em 2020, até que a Boeing o instruísse de outra forma para apoiar. O alinhamento da Boeing dos cronogramas de entrega de curto prazo às necessidades de seus clientes, tendo em vista o impacto da COVID-19 nas operações de viagens aéreas e de companhias aéreas e para mitigar o gasto de possíveis custos desnecessários de produção.”

“Com base nas informações da carta, na correspondência subsequente da Boeing de 9 de junho de 2020 e nas discussões da Spirit com a Boeing sobre a produção de 2020 do 737 MAX, a Spirit acredita que haverá uma redução no plano de produção do 737 MAX. A Spirit ainda não tem informações definitivas sobre qual será a magnitude da redução”, disse a Spirit em comunicado.

Foto: Getty Images

A Spirit atribui a culpa por esse último desligamento em uma combinação do aterramento da aeronave, bem como do impacto do COVID-19.

Como resultado, colocou seus funcionários de Wichita que trabalham no 737 MAX em uma licença de 21 dias a partir de 15 de junho. Além disso, os funcionários da Spirit em Tulsa e Oklahoma serão imediatamente colocados em horário reduzido.


“A Spirit continua sendo uma parceira orgulhosa do programa 737 MAX e espera trabalhar com a Boeing para garantir o sucesso do programa a longo prazo”, disse a Spirit.

 

DEIXE UMA RESPOSTA