Boeing e China Aircraft Leasing Group anunciaram hoje durante o Internacional Paris Air Show um pedido para 50 aviões da família 737 MAX. O acordo inclui também uma encomenda para 15 aeronaves 737 MAX 10, que foi lançada nesta segunda-feira.

O valor total desse contrato pode chegar a US$ 5,8 bilhões, considerando o preço de lista da aeronave. A empresa de Leasing possui atualmente 89 aeronaves em seu nome, com mais 139 encomendas (considerando a de hoje).

O acordo inclui um pedido para 15 do novo 737 MAX 10, que foi lançado segunda-feira no show. Este pedido é a primeira compra direta da CALC da Boeing, com um valor de  a preços de lista.

“Estamos muito satisfeitos em anunciar esse novo envolvimento com a Boeing. Esta grande ordem de uma das aeronaves mais recentes e populares apoiará a aceleração da expansão comercial da CALC”, disse Mike Poon, CEO da CALC. “Durante a última década, a CALC passou de líder de mercado na indústria de locação de aeronaves da China, para se tornar um dos players mais importantes do mercado global de aviação, estamos orgulhosos dos progressos realizados. A CALC agora tem uma equipe forte no local que procura capturar oportunidades globais, e estamos ampliando e diversificando nosso portfólio de aviões para atender às diferentes necessidades dos clientes de companhias aéreas nesse mercado dinâmico”.