Boeing se prepara para transferir linha de montagem do 787 para Carolina do Sul

A Boeing está se aproximando de realizar a mudança da fabrica do 787 para a Carolina do Sul. Segundo fontes, a mudança está motivada pela crise que atinge a fabricante americana, o que está forçando a empresa a reduzir significativamente os custos de fabricação e para manter as linhas de montagem.

A fabricante chegou a realizar fabricações e e testes de voos simultaneamente entre duas linhas de montagem da aeronave. O crescimento do setor aéreo estava motivando a Boeing a fabricar mais aeronaves 787, entretanto a crise do Covid-19 fez com que a fabricante mudasse todos os seus planejamentos.

Falta muito pouco para a Boeing realizar definitivamente toda a mudança de sua fabrica tradicional em Seattle para Carolina do Sul. Até o final do mês de outubro a empresa deve anunciar seus resultados para o trimestre e junto anunciar a mudança da linha de montagem.

787 Dreamliner na linha de produção. Foto – Boeing

Novas condições e mudanças podem ser acrescidas antes da mudança da linha. A Boeing tem como objetivo concentrar a fabricação do 787 em um único local para facilitar também os sindicatos terem proximidade com o trabalho realizado na fábrica. A fabricante pretende voltar com a fabricação de 10 a 11 jatos por mês.

Uma das vantagens da Carolina do Sul é em relação a mão de obra, que é relativamente mais barata. Sua maior variante o 787-10 seria um problema a mais para a fabricante, entretanto a empresa não descarta aumentar o espaço utilizado na linha para poder atender o 787-10 com segurança.

 

DEIXE UMA RESPOSTA