A Boeing Company anunciou hoje entregas em suas operações comerciais e de defesa para o quarto trimestre de 2019.

Como era esperado, em 2019 a empresa não conseguiu atingir a sua meta de produzir quase 900 aviões, devido aos problemas do 737 MAX, que paralisaram as entregas desde março.

Ao todo foram 380 aviões comerciais entregues, destaque para o Boeing 787, que responde por aproximadamente 40%, e mesmo com a produção paralisada, a Boeing conseguiu atingir 127 entregas de aviões narrowbody, com algumas unidades do 737 NG e as entregas normais do 737 MAX até março.

A Boeing também entregou aproximadamente 230 aeronaves militares ao longo de 2019, e provavelmente esse mix de produtos fez a diferença para a empresa não sofrer um prejuízo ainda maior.

Sua concorrente, a Airbus, passou 2019 com poucos problemas, e ultrapassou a meta de produção, ao entregar 863 aviões, um número bastante superior ao apresentado pela Boeing. Agora a Airbus lidera a produção de aviões comerciais.

As principais entregas do programa durante o quarto trimestre, incluindo entregas sob arrendamento operacional (que são identificadas por parênteses) foram as seguintes:

Linha de aeronaves


4º Trimestre de
2019

 

Acumulado de
2019

     

Programas de Aviões Comerciais

   
 

737

9 (Todos NG)

  

127

 
 

747

2

  

7

 
 

767

11

  

43

 
 

777

12

(1)

 

45

2)

 

787

45

  

158

 

Total

79

  

380

 
     

Defesa, Espaço e Segurança

   
 

AH-64 Apache (novo)

10

  

37

 
 

AH-64 Apache (Remanufaturado)

18

  

74

 
 

C-17 Globemaster III

  

1

 
 

C-40A

  

2

 
 

CH-47 Chinook (novo)

  

13

 
 

CH-47 Chinook (renovado)

6

  

22

 
 

Modelos F-15

4

  

11

 
 

Modelos F / A-18

7

  

23

 
 

KC-46 Tanker

7

  

28.

 
 

Modelos P-8

4

  

18

 
 

Satélites comerciais e civis

1

  

2

 
 

Satélites militares

  

 

DEIXE UMA RESPOSTA