Boeing termina 2020 com drástica queda nas entregas de aeronaves

Boeing

A Boeing anunciou hoje (12/01) a entrega de importantes programas em suas operações comerciais e de defesa para o quarto trimestre de 2020.

No total foram 157 aviões entregues ao longo de 2020 pela Boeing, contra mais de 565 aviões comerciais que a Airbus entregou no último ano, marcado pela grave crise da COVID-19.

Em 2019, mesmo com a crise do MAX, a Boeing entregou 380 aviões comerciais. Mesmo assim muito abaixo da Airbus, e da meta de entregar 850 aviões em 2019.

Entre os destaques do ano está a retomada das entregas do 737 MAX, já em dezembro, algo que deve melhorar os números da fabricante norte-americana em 2021, bem como diminuir o nível de prejuízo da mesma.

Incrivelmente foram 43 entregas de aviões Boeing 737 ao longo de 2020. Além de 30 unidades do Boeing 767, que no momento ganha destaque como cargueiro e avião militar (KC-46).

Em contrapartida, a Boeing teve uma significativa redução da taxa de entrega do Boeing 787 ao longo de 2020, seja pela menor demanda ou pelos problemas de produção que a fabricante enfrentou, precisando otimizar o seu controle de qualidade.

As principais entregas durante o quarto trimestre foram as seguintes:


 

4º trimestre de
2020

 

Até a
data de 2020

           

Aviões comerciais

         

737

31

     

43

   

747

3

     

5

   

767

10

     

30

   

777

11

     

26

   

787

4

     

53

   

Total

59

     

157

   
           

Defesa, Espaço e Segurança

         

   AH-64 Apache (novo)

1

     

19

   

   AH-64 Apache (Remanufaturado)

8

     

52

   

   C-40A

     

   

   CH-47 Chinook (novo)

8

     

27

   

   CH-47 Chinook (renovado)

     

3

   

   Modelos F-15

1

     

4

   

   Modelos F / A-18

6

     

20

   

   Boeing KC-46 Tanker

4

     

14

   

   P-8

6

     

15

   

   Satélites Comerciais e Civis

     

   

   Satélites Militares

     

 

DEIXE UMA RESPOSTA