A Boeing já lançou novos planejamentos para aumentar a produção de aviões da família 737, também como um requisito para atingir a sua meta de produzir 905 aviões em 2018.

Atualmente a fabricante norte-americana pode produzir até 52 aviões da família 737 NG e MAX em um mês, a expansão para 57  aeronaves significa mais 60 aviões na capacidade de produção anual da Boeing.

Nos próximos meses a Boeing vai continuar trabalhando em seus cinco planos para aumentar a produção do 737 e o lucro do avião. Os fornecedores estão sendo alinhados sobre a nova demanda, para evitar atrasos como o de 2018, e treinamentos de novos funcionários já estão sendo realizados.

“Não vamos fazer essa transição completa para 57 por mês até estarmos muito confiantes de que estamos prontos”, disse Muilenburg na semana passada.

Isso é uma resposta também aos planos da Airbus de em breve conseguir fabricar 60  aviões da família A320 por mês. 

A Boeing também planeja aumentar a capacidade máxima de produção da família 787, de 12 para 14 aeronaves ao mês, a partir do segundo trimestre deste ano.