Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Boeing 737 max
Foto - Boeing/Reprodução

A Boeing divulgou nesta última terça-feira (12) para os seus funcionários que passará a exigir a vacinação completa contra Covid-19 de todos.

Ao todo cerca de 125 mil trabalhadores terão que apresentar o comprovante de vacinação até o dia 08 de dezembro, para continuar em atividade.

Esse é mais um esforço de empresas da aviação contra o movimento antivacinação que tem força nos Estados Unidos. Companhias aéreas como a American, JetBlue, Southwest e United já exigem dos seus funcionários a vacinação. A Boeing também é a primeira fabricante do setor que está ativamente nesta campanha.

A fabricante, no entanto, deve encontrar dificuldades para exigir vacinação completa dos seus funcionários, com a implementação de leis por alguns estados dos EUA contra a determinação federal do presidente Joe Biden. O Texas é um desses estados, onde a Boeing atualmente tem 5000 funcionários trabalhando e não segue as determinações federais sobre vacinação.

Atualmente não há uma porcentagem de funcionários da Boeing que se vacinaram, ou se este é um problema para a empresa atualmente. Nas companhias aéreas apenas uma pequena porcentagem dos trabalhadores recusaram cumprir a determinação da empresa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA