Boeing

A Boeing divulgou nesta terça-feira (08) as suas entregas que ocorreram em maio deste ano. A fabricante norte-americana entregou um total de 17 aviões em maio, com destaque para 10 entregas do 737 MAX no período.

No acumulado do ano a Boeing já registra 111 entregas de aeronaves, número reforçado pelos dados de março, quando a fabricante estava entregando o 737 MAX e o 787 simultaneamente, sem paralisações.

O número de entregas totais ainda está abaixo da sua principal concorrente, a Airbus, que registra um acumulado de 220 aviões entregues até o final de maio.

Em maio a Boeing destacou que entregou dois aviões Boeing 787, após a solução de problemas na produção da aeronave. Além disso, a UPS recebeu 1 Boeing 747-8F, e a FedEx ganhou destaque com duas entregas do 767F e uma para o 777F.

A Boeing também recebeu 73 pedidos brutos em maio, boa parte a partir da Southwest Airlines, que optou por 34 novos aviões 737 MAX 7. São 61 encomendas para o 737 MAX, cinco pro 787-9, e sete para o 777F.

Apesar dos pedidos brutos em maio, a fabricante sofreu um cancelamento de encomendas pela Aeromexico e a Norwegian, que deixarão de receber 48 aviões 737 MAX.

Os pedidos brutos nos primeiros cinco meses do ano foram de 380 aviões. Os pedidos líquidos são para 177 aeronaves. Ao todo, a fabricante norte-americana tem 4121 aeronaves que ainda deverão ser fabricadas e entregues.