Bombardeiro B-2 Spirir- Foto: U.s Airforce

Um pouso histórico na Islândia aconteceu no último dia 28. Um bombardeiro Stealth B-2 Spirit, pela primeira vez pousou na  Estação Aérea Naval de Keflavik, Islândia. O destino final não foi a Islândia, mas sim uma base na Grã-Bretanha. Esse e outros dois B-2 Spirit foram enviados à uma base da RAF. Os bombardeiros da USAF saíram de Whiteman Air Force Base, no Missouri, EUA.

“O objetivo dos voos era conduzir a familiarização do teatro com os membros das tripulações aéreas e demonstrar o compromisso dos EUA com aliados e parceiros por meio do emprego global de nossas forças militares. O Comando Estratégico dos EUA testa e avalia regularmente a disponibilidade de ativos estratégicos para garantir que possamos honrar nossos compromissos de segurança”, disse o comunicado da U.s Aiforce.

B-2 Spirit após pouso na Estação Aérea Naval de Keflavik, Islândia- Foro: U.s Airforce

A base aérea de Keflavik, na Islândia serve como ponto estratégico para a do Ártico expandindo a capacidade da USAF na região. Vale lembrar que os EUA tem bases aéreas instaladas em nações amigas e o Reino Unido é uma delas.

“O uso de bombardeiros estratégicos na Islândia ajuda a exercitar a Estação Aérea Naval de Keflavik como um local avançado para o B-2, garantindo que ele esteja engajado, posicionado e pronto com força credível para garantir, impedir e defender os EUA e seus aliados de maneira cada vez mais ambiente de segurança complexo”, completa o comunicado da USAF.

Reabastecimento em poço quente em um B-2 Spirit na Estação Aérea Naval de Keflavik, Islândia- Foto: U.s Airofrce

A permanência do bombardeiro na Islândia foi curta, nem cortou os motores. A aeronave vez um reabastecimento com os motores ligado. Este procedimento é conhecido como “reabastecimento em poço quente”. Essa método de reabastecer a aeronave economiza tempo e treina a tripulação envolvida para um cenário real onde isso pode ser uma vantagem.

Fonte de apoio: The Aviationist / Ataptação: Aeroflap