B-52 escoltado por caças da Força Aérea do Marrocos- Foto;USAF

Bombardeiros B-52H Stratofortress da USAF conduziram voos de treinamento sobre o Norte da África, no dia 7 de setembro. Esse grande treinamento teve o apoio do Comando da África dos Estados Unidos (USAFRICOM).

Além disso, houveram a participação de caças de nações africanas aliadas, como foi o caso da força aérea marroquina, que enviou quatro caças F-16 Fighting Falcon para a escolta dos B-52.

“Conduzir essas missões ao lado de nossos parceiros africanos mostra o alcance estratégico de nossa força conjunta e nosso compromisso coletivo para prevenir a influência maligna na África”, disse o major-general Joel Tyler, Diretor de Operações do Comando da África dos EUA, publicou o site Def Post.

B-52 escoltado por caças da Força Aérea do Marrocos- Foto;USAF

Contudo, além da presença dos F-16 marroquinos, houve ainda a participação do USS Roosevelt (DDG-80), um destroier dos EUA que teve como missão a simulação de uma embarcação inimiga.

Ainda foi dito por Joel Tyler que “a segurança e estabilidade do continente africano continuam sendo um interesse vital dos EUA”.

Bombardeiros B-52 estão sediados na base aérea de Fairford, Reino Unido. De lá os clássicos bombadeiros decolam para voos de longa duração com a escolta de caças de nações amigas.

DEIXE UMA RESPOSTA