Bombardier anuncia prejuízo alto e custos da unidade de trens eleva os valores

Global 7000 em testes. Foto - Bombardier/Divulgação

(Reuters) – A Bombardier divulgou nesta quinta-feira um prejuízo surpreendente no segundo trimestre, afetada por custos mais altos na unidade de trens e uma queda de mais de 40% nas entregas de jatos executivos devido à pandemia de Covid-19.

A fabricante de trens e aviões registrou uma perda adicional de 435 milhões de dólares em seu negócio ferroviário no trimestre, relacionado principalmente aos custos de engenharia, certificação e retrofit para muitos projetos em estágio final no Reino Unido e na Alemanha.

Isso levou a um prejuízo ajustado de 319 milhões de dólares, em comparação com um lucro de 312 milhões no ano anterior, informou a empresa. Analistas esperavam, em média, que a Bombardier reportasse lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização de 39,33 milhões de dólares.
 

Enquanto isso, as entregas de jatos executivos da empresa caíram cerca de 43%, para 20 aeronaves no trimestre, resultando em uma queda de 37% na receita, para 2,7 bilhões de dólares, mas superando a expectativa de analistas de 2,48 bilhões.

A carteira de pedidos de aeronaves executivas da Bombardier era de 12,9 bilhões de dólares em junho de 2020, abaixo dos 14,4 bilhões no final de 2019.
 

A companhia disse que seu consumo de caixa livre subiu para cerca de 1,04 bilhão de dólares no trimestre encerrado em 30 de junho, ante 429 milhões no ano anterior, mas ainda inferior à estimativa de analistas de 1,47 bilhão de dólares.

DEIXE UMA RESPOSTA