Bombardier American Airlines PSA EUA
Foto: AirlinesFleet

(Reuters) – A American Airlines informou nesta quinta(28) que sua subsidiaria PSA Airlines operando sob a marca American Eagle, retirou boa parte da sua frota operacional. Juntamente a isso, está trabalhando com a FAA para uma solução do problema que afeta as aeronaves CRJ da Bombardier. 

A PSA Airlines opera apenas voos regionais para a American, e tem uma parte de todo o movimento da empresa. Ao que tudo indica, cerca de 159 voos serão cancelados e os passageiros realocados em outros voos. 

“Por precaução, a PSA Airlines retirou temporariamente a maior parte de suas aeronaves de serviço para concluir uma inspeção padrão necessária na porta do trem de pouso”, disse um porta-voz da empresa.

“A PSA Airlines retirou vários de seus jatos regionais Bombardier de serviço depois de descobrir um item de manutenção que exigia atenção imediata. A companhia aérea revelou voluntariamente o assunto à FAA, e a agência está trabalhando com a companhia aérea para resolver a situação”, disse a FAA.

A PSA tem cerca de 129 aviões da série CRJ, incluindo 60 do modelo CRJ700 e 69 CRJ900.