Nesta última semana a Bombardier entregou o primeiro jato Global 7500 de Nikki Lauda, que é um cliente fiel da empresa canadense para a sua frota de jatos executivos.

A entrega foi realizada logo após a aeronave receber a certificação de tipo na Europa, em fevereiro deste ano.

Esse jato é um topo de linha, pois, pela primeira vez, desde o lançamento do Gulfstream G650ER, a Bombardier conseguiu fazer uma aeronave com autonomia superior e melhor espaço interno.

Entre as opções de configuração do novo Global 7500 está a implementação de um banheiro com chuveiro, algo até então indisponível para o G650ER. Uma suíte está disponível para ser instalada dentro da cabine, e deve ser solicitada pelo cliente, com ela instalada ainda é possível transportar mais 17 passageiros a bordo.

Melhorias durante o projeto possibilitaram uma autonomia de até 14260 quilômetros, pouco maior em comparação com o G650ER, e suficiente para fazer voos de Nova York a Hong-Kong sem escalas.

A extensão de alcance vale para um voo realizado a Mach 0,85 com oito passageiros a bordo. A velocidade máxima de cruzeiro é Mach 0,925, mas a aeronave já atingiu Mach 0.99 em testes.

A performance da aeronave também é bastante avançada, e necessita de somente 1770 metros de pista para suas operações de decolagem, com peso total, e pouso.

A Bombardier já acumula mais de 110 pedidos para o Global 7500. E espera entregar 15 a 20 aeronaves deste modelo em 2019.