BOOM apresenta seu “novo” avião supersônico

Os aviões supersônicos voltaram a ficar em alta, mesmo na crise. Diversas empresas estão com projetos nesta área, enquanto as tradicionais fabricantes ainda apostam em aviões de tecnologia já conhecida.

E nesta quarta-feira (07/10) a BOOM Supersonic apresentou o seu novo projeto de aeronave com capacidade de realizar voos em velocidade supersônica.

O projeto Overture será utilizado como base, que também servirá para projetos futuros e outras atualizações. Este projeto foi oferecido até mesmo para a Força Aérea dos EUA, como uma alternativa de alta velocidade ao Air Force One.

De acordo com a Boom, essa aeronave é capaz de reduzir pela metade o tempo das viagens de longas distâncias. Isso é possível graças ao design aerodinâmico similar ao do Concorde, porém com atualizações significativas.

O nariz fino e pontudo permite que a aeronave aproveite ao máximo todo o arrasto reduzido sob suas asas. Este avião possui 3 motores turbofan, que possibilita voar em velocidades Mach 2.2 com um alcance de 8300 km.

O avião apresentado hoje foi um protótipo XB-1, que deve servir para testar as tecnologias que vão equipar o gradão Overture, bem como os conceitos aerodinâmicos. O seu tamanho é semelhante a um caça moderno, porém com algumas ideias diferentes.

Protótipo XB-1 carrega conceitos que devem ser utilizados no projeto principal.

A transmissão ao vivo da empresa, que durou cerca de uma hora, teve o depoimento de pessoas que trabalharam no projeto, contando um pouco do desenvolvimento da aeronave e das novas tecnologias utilizadas, algumas desenvolvidas pela própria equipe da BOOM.


Você pode conferir a apresentação no vídeo abaixo (o roll-out ocorre aos 10:00):

O XB-1 já foi fabricado com a tecnologia de impressão de metal Sapphire 3D da VELO3D. Essa tecnologia permite que peças de design complexo, mas produzidas em aço para maior resistência e dissipação de calor, sejam incorporadas no projeto, substituindo soluções tradicionais de engenharia.

“Hardware de aviação é especialmente difícil de fabricar com impressão 3D de metal, devido aos desafiadores designs aerodinâmicos que devem ser balanceados com durabilidade superior e requisitos de alta temperatura”, disse Benny Buller, CEO e fundador da VELO3D. “A tecnologia da VELO3D permite a produção de projetos leves e complexos para aplicações de missão crítica nas mais difíceis condições de operação. Nossa parceria com a Boom é realmente um avanço para a indústria de metal AM, e a aeronave supersônica XB-1 é uma virada de jogo para a indústria de aviação.”

Por enquanto não devemos ver uma movimentação da companhia no sentido de lançar o protótipo do avião maior. A tecnologia no pequeno Boom deverá ser desenvolvida no prazo de quatro a cinco anos.

Ao mesmo tempo, Boom finalizará o sistema de propulsão da Overture e conduzirá testes de túnel de vento para validar o projeto da aeronave.

O avião maior, o Overture, poderá ter 55 assentos a bordo, voará a Mach 2.2 e terá um alcance de voo de 4500 milhas náuticas (8300 km). O protótipo XB-1, por sua vez, tem características similares de desempenho, exceto pelo menor peso e pela autonomia de voo.

De qualquer forma, até agora, eles só arrecadaram US$ 141 milhões (107 milhões de libras) para criar um pequeno projeto de protótipo chamado XB-1.

O lançamento está previsto para 2025, com entrada início dos voos comerciais em 2029. O preço por avião, caso uma companhia aérea tenha o desejo de adquirir, é de US$ 200 milhões.

Contudo, o projeto é animador e tem grande potencial, já que muitos ensinamentos poderão ser aprimorados desde o projeto do Concorde para a aviação nos dias atuais. Será um passo importante a potencialização e execução do projeto que promete revolucionar as viagens internacionais ou até domésticas de longas distâncias.  

 

DEIXE UMA RESPOSTA