British Airways vai fazer layoff de 30000 funcionários

Foto - Nick Morrish/British Airways

A British Airways colocará em regime de layoff mais de 30000 funcionários, da tripulação aos funcionários de solo, até o final de maio, utilizando o regime de licença do governo para empresas atingidas pela pandemia do coronavírus.

Os funcionários suspensos do trabalho devem receber 80% do seus salários, com pagamento de até 2500 libras por parte do Governo do Reino Unido.

De qualquer modo, o contrato de licença com pagamento dos salários através do governo termina no dia 31 de maio, quando a British Airways precisará assumir todos os pagamentos.

A BA emprega cerca de 45000 pessoas no total e fechou um acordo separado com 4000 de seus pilotos, que terão quatro semanas de licença não remunerada entre abril e maio.

Enquanto isso, Heathrow anunciou que fechará uma de suas duas pistas a partir de segunda-feira devido à redução de voos, principalmente da British Airways.

Um porta-voz do maior aeroporto do Reino Unido disse: “Embora tenhamos visto um número significativamente menor de voos no momento, Heathrow permanecerá aberto para que possamos continuar a desempenhar um papel crucial para ajudar a garantir bens médicos e alimentos vitais para a nação durante esse processo sem precedentes. epidemia.”

Com o cancelamento de reservas futuras, espera-se que as companhias aéreas europeias tenham um prejuízo de cerca de £ 63 bilhões este ano devido às proibições de viagens e a queda na demanda, de acordo com a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA). Globalmente, o órgão do setor espera que as companhias aéreas tenham um prejuízo de US$ 252 bilhões.


 

DEIXE UMA RESPOSTA