Clique Aqui e receba as principais Notícias da Aviação em tempo real diretamente no seu Whatsapp ou Telegram.

Imagem via @Theragex

Surgiram hoje (21) imagens do caça de ataque eletrônico Shenyang J-16D da Força Aérea do Exército de Libertação Popular (PLAAF) da China, enquanto chegava ao Aeroporto de Zhuhai, no sul do país. É lá que será realizado o maior show aéreo chinês, entre os dias 28 de setembro e 03 de outubro. 

Essa é a primeira vez que o jato é registrado em detalhes e imagens claras. O J-16D é uma versão de guerra eletrônica (EW) do caça multimissão J-16, que, por sua vez, é baseado no Su-30MKK Flanker-G e no Shenyang J-11 Flanker-L, com esse último sendo derivado do Su-27. O J-16 é equipado com radar AESA (varredura eletrônica ativa), motores de origem chinesa WS-10A e é fabricado com materiais compostos. Acredita-se também que a pintura cinza incorpora materiais que absorvem as ondas de radar, característica importante principalmente para o J-16D. 

Imagem via @louischeung_hk

Considerado um análogo chinês do EA-18G Growler da Marinha dos EUA (versão de EW do F/A-18F Super Hornet), o J-16D recebeu modificações para realizar missões de interferência eletrônica e Supressão de Defesas Aéreas Inimigas (SEAD), com o canhão GSh-30-1 lateral sendo retirado, substituído por sistemas de missão. O mesmo ocorreu no próprio EA-18G, onde o canhão M61A2 frontal foi retirado para dar espaço ao Airborne Electronic Attack Pallet.

O tradicional sensor de busca e rastreamento por infravermelho (IRST), instalado na frente do para-brisa, também foi removido. Todavia, a modificação mais visível foi a instalação de pods na ponta das asas, também similar ao EA-18, que possui os pods AN/ALQ-218(V)2. O radome do J-16D também foi modificado: ele é mais curto em relação à peça do J-16 padrão.

Imagem via @louischeung_hk

Assim como o Growler, a aeronave deverá usar de dois a quatro pods de EW, apesar de ainda não ter sido vista nesta configuração. Já o sufixo D vem da palavra em chinês ‘Diànzǐde’ (电子的), que significa “eletrônico”.

https://twitter.com/IExaminer2/status/1440318563118579732

Sendo uma aeronave nova e com poucas informações a respeito, faz sentido que o J-16D seja apresentado em Zhuhai. O prefeito da cidade, Huang Zhihao, afirmou em coletiva de imprensa que o show aéreo vai destacar as tecnologias de aviação civil e militar do país.

Chamado oficialmente de China International Aviation & Aerospace Exhibition (Airshow China), o evento é realizado à cada dois anos, contudo, a edição de 2020 foi cancelada por conta da pandemia. Com poucos participantes estrangeiros sendo esperados pessoalmente devido às restrições em vigor, o show incluirá um componente virtual e as empresas militares e aeroespaciais locais aumentaram significativamente sua presença, disse o prefeito. 

No lado militar, a PLAAF fará exibições de voo e o drone Wing Loong II feito localmente fará sua estreia. Do lado civil, empresas estrangeiras, incluindo Boeing, Airbus, Rolls-Royce, CFM International, Honeywell International e Embraer participarão do evento por meio de suas subsidiárias nacionais, afirma a Reuters

DEIXE UMA RESPOSTA