Caça Rafale levando um míssil Meteor- Foto: Armée de l'Air

A Armée de l’air (Força Aérea Francesa) informou que míssil ar-ar guiado por radar Meteor Beyond Visual Range (BVR), está operacional, o armamento foi testado em um primeiro teste operacional de voo em um caça Rafale B, no dia 4 de março.

Na foto abaixo podemos notar que o caça em questão estava com dois meteoros sob os postes da fuselagem traseira, dois MICA- Mísseis guiados por radar EM sob as asas e dois mísseis guiados por MICA-IR IR nas pontas das asas, além de um tanque de combustível externo no ponto rígido da linha central.

“Este voo permitiu validar o processo de encaminhamento dos depósitos de munições para a zona de armamento, validar o know-how durante um primeiro lançamento do míssil pelos armeiros e confirmar a preparação operacional das equipas de armamento”, disse um tweet postado pela Força Aérea Francesa após o voo.

A operaçao do armamento é benefica para os caças Rafaes que desde 2020 iriam usar os mísseis  MBDA Meteor e o pod de mira Thales Talios, contudo, foi adiada a produção dos mesmos, sendo que uma dessas produções começa neste mês.

“O míssil foi desenvolvido por um grupo de parceiros europeus liderado pela MBDA para atender às necessidades do Reino Unido, Alemanha, Itália, França, Espanha e Suécia. Considerado um dos mísseis BVR mais letais disponíveis atualmente, o Meteor é  movido por um sistema de propulsão a jato de jato , um foguete com duto de combustível sólido, fluxo variável”, disse o site The Aviationist.

A operação do armamento é benéfica para os caças Rafaes que desde 2020 iriam usar os mísseis MBDA Meteor e o pod de mira Thales Talios, contudo, foi adiada a produção dos mesmos, sendo que uma dessas produções começa neste mês.

 

Fonte de apoio: The Aviationist