Foto: RAF

Os Eurofighters Typhoons da RAF chegaram à Islândia, onde passarão o próximo mês protegendo o espaço aéreo como a contribuição do Reino Unido para a Missão de Policiamento Aéreo da OTAN da Islândia.

Os caças a jato do 1 (Fighter) Squadron estarão estacionados na Base Aérea de Keflavik até meados de dezembro, antes de voltar para sua casa na RAF Lossiemouth, na Escócia.

Esta é a primeira vez em mais de 10 anos que a RAF envia aviões para a Islândia e também a primeira vez que a RAF conduz a missão islandesa de Policiamento Aéreo da OTAN. A missão está sendo conduzida por uma rotação dos Aliados da OTAN e iniciada em 2008, após um pedido da Islândia, que não possui sua própria Força Aérea.

Foto: RAF

“Estamos muito animados por estar aqui e estamos ansiosos para iniciar as operações de voo. Viemos aqui a pedido do governo islandês para fornecer uma força capaz projetada para oferecer segurança e policiar o espaço aéreo do país”, disse Mark Baker, comandante da Ala

“A presença deles deixa claro para os Aliados que mantemos nossos compromissos da OTAN, dos quais este é apenas um dos muitos que oferecemos à Aliança para ajudar a preservar a segurança euro-atlântica”, disse o Vice-marechal aéreo Harv Smyth,
oficial aéreo comandando 1 grupo da RAF.

No início deste ano, os RAF Typhoons foram enviados para a Estônia, onde realizavam o policiamento aéreo do Báltico da OTAN. No mesmo país, o Reino Unido lidera o grupo de batalha multinacional pela presença avançada avançada da OTAN (eFP), com cerca de 900 funcionários. Em outros lugares, uma implantação menor de cavalaria leve suporta o grupo de batalha eFP liderado pelos EUA na Polônia.

 

Fonte: RAF