Caças F-22 interceptam bombardeiros TU-95 próximo ao Alasca

Caças F-22 interceptam bombardeiros TU-95

Caças F-22 da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) interceptaram bombardeiros TU-95 e outras aeronaves russas que entraram na Zona de Identificação de Defesa Aérea do Alasca.

Os bombardeiros russos estavam acompanhados por caças Su-35 e por um avião-radar A-50.

Segundo informações do NORAD (Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte), as aeronaves russas aproximaram-se a cerca de 32 milhas náuticas da costa do Alasca; no entanto, permaneceram no espaço aéreo internacional.

“Pela oitava vez este ano, aeronaves militares russas invadiram nossas zonas de identificação de defesa aérea do Canadá ou do Alasca e toda vez que as forças do NORAD estavam prontas para enfrentar esse desafio”, disse o general Terrence J. O’Shaughnessy, comandante do NORAD. “Apesar da pandemia do COVID-19, a NORAD monitora constantemente as abordagens do norte de nossas nações e nossas operações deixam claro que realizaremos esforços de defesa nacional 24 horas por dia, 7 dias por semana, 365 dias por ano.”

Bombardeiro Tu-95 russo- Foto: NORAD

As aeronaves russas estavam em uma missão de treinamento que durou 11 horas. O Ministério da Defesa da Rússia informou que os voos seguiram as regras internacionais.

Entre os recursos de defesa do NORAD, estão radares, satélites e aeronaves de combate para identificar aeronaves suspeitas.

 

Fonte de apoio: NORAD/ Edição: Aeroflap


DEIXE UMA RESPOSTA