Caças F-35 italianos- Foto: Ministério da Defesa italiano

Nos últimos dias houveram várias interceptações de caças pertencentes a nações da NATO (OTAN) contra aeronaves russas que estavam voando em região Barents e do Mar da Noruega e sobre o nordeste do Oceano Atlântico. Entre os caças engajados nessas interceptações foram os F-35 italianos, que fizeram estreia no âmbito de interceptações de aviões russos.

Os caças partiram da Islândia onde estão cumprindo missão de policiamento aéreo. Os caças estão sediados no Aeroporto Internacional de Keflavik (KIA).

Os caças furtivos italianos foram acionados pelo sistema QRA (Alerta de reação saída), para interceptarem aeronaves russas  Tu-142MK e Mig 31 (que estava fazendo a escolta do Tu-142).

A interceptação prosseguiu até que as aeronaves russas se afastassem do espaço aéreo da Islândia.

Outras interceptações de caças F-35 a aeronaves russas foram feitas pelos caças furtivos da Noruega.

A NATO, ou OTAN tem um acordo de policiamento aéreo de algumas regiões da Europa. Esse policiamento é dividido ente as nações membras da organização internacional.

DEIXE UMA RESPOSTA