Caças F-35A dos EUA treinam com F-35I Adir de Israel pela primeira vez

Caças F-35A e F-35I- Foto: IAF

No dia 29 de março chegou ao fim o treinamento “Enduring Lightning” que aconteceu no sul de Israel. O exercício contou com caças F-35I do 140 Águia Dourada da Força Aérea Israelense e de caças F-35A da 388ª Ala de Caça da Base Aérea de Hill, Utah, dos EUA.

Esta é a terceira vez que caças F-35I “Adir” treinam ao lado de F-35 estrangeiros. Em junho de 2019, a IAF, a USAF e a RAF (Royal Air Force) realizaram o exercício de treinamento conjunto “Tri-Lightning”. Além disso, em novembro de 2019, o exercício internacional “Bandeira Azul” sediou os F-35 italianos. Nesta semana os Adirs treinaram pela primeira vez com seu maior parceiro militar, os Estados Unidos.

Foto: IAF

“Os americanos são nossos parceiros número um”, disse o major TT, chefe da seção de Exercícios Internacionais, em um comunicado no site da IAF. “É de grande importância trabalhar com as aeronaves mais avançadas em nosso território, quando as hospedamos. É importante que a IAF trabalhe com os americanos, líderes do projeto F-35, para ver como eles operam, para aprender com eles e para colaborar em tecnologia avançada no mundo da aviação. ” O major M., líder de exercícios do 140º Esquadrão acrescentou: “Esta é a segunda vez que voamos com os F-35 dos EUA. Nós nos esforçamos para estar o mais conectado possível aos parceiros no projeto – o treinamento com os americanos é excelente, pois eles têm muito conhecimento e experiência no assunto. O exercício que realizamos foi íntimo

Desta vez o exercício foi realizado exclusivamente no ar, sem encontros presenciais entre equipes israelenses e americanas. Além disso, foram realizadas reuniões entre os militares usando dispositivos de comunicação classificados – tudo devido ao surto mundial de COVID-19. “Durante esses tempos, a realização deste exercício de treinamento internacional com as plataformas de voo mais avançadas do mundo, apesar de enfrentar limitações – não deve ser um dado adquirido”.

Os caças norte-americanos estão sediados em uma base aérea nos Emirados Árabes Unidos, de lá os caças decolam para o ponto de encontro sob o Estado de Israel.

“Pretendemos criar um exercício para que eventualmente se torne um exercício no tribunal de origem”, explica o major. “Em outras palavras, aspiramos a treinar como fizemos ontem com as forças americanas aqui em Israel regularmente”.


Fonte: IAF

 

DEIXE UMA RESPOSTA