Pilotos dos caças-interceptadores MiG-31 da Força Aérea Russa, estão participando de um treinamento tático de voo em altitude máxima sobre o Ártico. Os caças-interceptadores MiG-31 conseguem atingir grandes altitudes, podendo chegar até as camadas inferiores da estratosfera.

“Os pilotos subiram para a estratosfera inferior, acima do Ártico, a uma altitude de cerca de 17 mil metros”, diz a nota do Ministério da Defesa da Rússia.

Durante o exercício os MiGs-31 voarão com outras aeronaves de caça e bombardeiro. A missão das aeronaves será a destruição simulada de um inimigo via ar-mar, ar-terra e ar-ar.

Cockpit de um MIG-31- Foto; Forças de Defesa Russa

Ao todo são cinco interceptadores MiG-31 e dez caças-bombardeiros SU-24, além de uma grande equipe de especialistas em logística e comunicação.

O MiG-31 juntamente com seu irmão, MiG 25, estão entre os caças mais rápidas do mundo. Os caças-interceptadores russos podem chegar a Mach 3. Na lista ainda existem outros caças russos como o SU-27 e o SU-57, e os norte-americanos, F-15 e F-22 Raptor. 

O vídeo abaixo mostra um MiG-31 voando a uma altitude onde já é possível observar a curvatura terrestre:

 

DEIXE UMA RESPOSTA