A SpaceX está no alvo de um novo imposto da Califórnia, um estado dos EUA. O governo local quer taxar cada lançamento da SpaceX até o limite do espaço, que fica a 100 quilômetros de altura, cerca de 62 milhas, esse novo imposto seria cobrado por quilômetro percorrido pelo foguete.

Atualmente a SpaceX usa a Base de Vandenberg, na Califórnia, que pertence à Força Aérea, para realizar seus lançamentos que tem como meta atingir a órbita polar, lá é um dos melhores locais dos EUA para lançar foguetes que atingirão essa órbita.

Quem usa essa base, que na verdade é da USAF, são a SpaceX e a United Launch Alliance, esta última uma empresa que opera com uma joint-venture entre a Boeing e a Lockheed. A Virgin Galactic planeja iniciar voos turísticos para o espaço partindo direto dessa base.

Foguete Delta IV.

O mais impressionante é que todas essas empresas apoiam o imposto que o estado planeja cobrar em breve, elas alegam que essa atitude demonstra clareza e estabilidade fiscal do estado. O problema é que o novo imposto pode representar um aumento súbito de preço dos voos espaciais, principalmente para a SpaceX, que trabalha para reduzir o valor dos lançamentos.

Agora o estados da Califórnia terá que aplicar um valor justo, que não ofereça um súbito aumento e consequentemente uma evasão de empresas do estado. O governo planeja o imposto por milha viajada, até o limite da atmosfera terrestre.

Em uma carta enviada para a Diretoria de Impostos de Franquia da Califórnia,  o CFO da SpaceX disse: “Sem o regulamento proposto, as regras de repartição padrão não são claras, aplicadas às empresas de transporte espacial. O regulamento proposto fornece certeza para nós, bem como para outros contribuintes da indústria, sobre os nossos registros de imposto da Califórnia no futuro”.

Pouso do 1º estágio do Falcon 9. Foto – SpaceX/Reprodução

Esse imposto vem logo após a SpaceX declarar que planeja colocar mais de 4000 satélites em órbita baixa para distribuir internet para todo o planeta. Apesar disso a empresa de Elon Musk não tem muitos lançamentos programados para realizar na Califórnia, esse ano a SpaceX lançará mais seis foguetes Falcon 9, todos diretamente do Kennedy Space Center, na Flórida.

Porém a SpaceX é a empresa que planeja diminuir drasticamente os custos das viagens espaciais, através das suas tecnologias como o pouso do primeiro estágio do Falcon 9, que já se demonstra muito confiável. O reaproveitamento do primeiro estágio no foguete Falcon 9 além de reduzir bastante o custo da viagem, também permite o lançamento de outro foguete em menos de 24 horas, visto que a SpaceX não precisa produzir outro estágio para realizar o lançamento.

 

Via – Teslarati