A330 MRTT (KC-30) reabastecendo dois caças EF-18M Hornet do Ejercito del Aire (Força Aérea Espanhola).

O Governo Canadense anunciou a Airbus como única qualificada para o programa Strategic Tanker Transport Capability (STTC), que visa selecionar um substituto para o CC-150 Polaris (A310 MRTT) da Força Aérea Real Canadense (RCAF). 

Após o lançamento do ITQ (convite para qualificação) em fevereiro, o Canadá identificou o A330 MRTT da Airbus como único qualificado para o processo de seleção, negando a proposta inicial da Boeing com o KC-46 Pegasus.

Baseado no 767, o KC-46 vem pra substituir o KC-135 Stratotanker da Força Aérea Americana. Porém, o novo reabastecedor da USAF vem enfrentando uma série de problemas, trazendo prejuízos bilionários à fabricante de Seattle. 

No terceiro trimestre de 2021, o governo do Canadá deve emitir uma solicitação de proposta (RFP) inicial. 

“O programa STTC visa substituir a frota de tanques CC-150 Polaris da RCAF por uma aeronave multifuncional capaz de realizar uma ampla gama de missões, incluindo operações da OTAN e NORAD, que vão desde o reabastecimento aéreo até o transporte estratégico do governo do Canadá e evacuação aeromédica”, diz a Airbus em comunicado emitido na última quinta-feira (01). 

Caças CF-188B Hornet reabastecendo com um CC-150 Polaris (Airbus A310 MRTT). Foto: Vic Lefrancois – RCAF.

O A330 MRTT está em serviço em diversas nações, incluindo França, Austrália, Coreia do Sul e Reino Unido. No início deste ano o Presidente Jair Bolsonaro chegou a anunciar, em live, a aquisição de duas unidades do modelo para a Força Aérea Brasileira, o que acabou não se concretizando, mias tarde.

A FAB segue buscando outras maneiras de adquirir o reabastecedor multifunção da Airbus. 

Apesar da derrota no programa dos aviões-tanque, a Boeing ainda é forte concorrente para o projeto de substituição dos CF-188A/B Hornet da RCAF. A americana participa com os caças F/A-18E/F Super Hornet Block III, concorrendo contra o F-35 Lightning II da Lockheed Martin e o Saab Gripen sueco.

Via Flightglobal