Cathay Pacific atrasa encomendas do 777X e demite 8500 tripulantes

O Cathay Pacific Group, responsável pelas companhias Cathay Pacific e Cathay Dragon, anunciou uma grande reestruturação hoje (21/10), onde a companhia espera economizar pelo menos US$ 284 milhões ao longo dos próximos meses.

A primeira reformulação é o encerramento das operações da Cathay Dragon, o que resultará em cercca de 5900 demissões. No total, a companhia espera demitir cerca de 8500 funcionários que trabalham no Cathay Pacific Group, ou cerca de 24% dos trabalhadores que atualmente são contratados pela companhia.

Além do fechamento da Cathay Dragon, o grupo também optou por encerrar as operações da HK Express. Todas as rotas serão assumidas pela companhia principal, a Cathay Pacific.

O Cathay Pacific Group também anunciou que a companhia principal atrasou a entrega de aviões Boeing 777-9X. As aeronaves deveriam ser entregues a partir de 2022, mas agora só devem chegar na frota após 2025.

Greg Hughes, COO do Cathay Pacific Group, disse à mídia que a empresa não cancelará a encomenda para 21 aeronaves.

O Boeing 777-9 foi projetado para se tornar o principal avião daCathay e também servir como plataforma de lançamento para as novas suítes de primeira classe e assentos da classe executiva.

 

DEIXE UMA RESPOSTA