Cathay Pacific considera cancelar ou adiar pedidos do Boeing 777X

A Cathay Pacific está reduzindo a capacidade na China e em outros lugares. Foto: Cathay Pacific.

Alguns rumores pontam de que a companhia aérea Cathay Pacific, com sede em Hong Kong, está considerando o cancelamento de seu pedido do Boeing 777X.

Partindo de uma encomenda realizada em 2013, o pedido de 21 aviões Boeing 777-9X tinha um preço de tabela total de HK$ 58 bilhões, equivalente a US$ 7,48 bilhões, o ajuste pela inflação a aproximaria de US$ 8,3 bilhões em 2020.

A companhia tinha planos de receber a primeira aeronave em 2021. A Cathay Pacific também pode optar por adiar a entrega das aeronaves, logicamente retirando receita da Boeing nos próximos anos.

De acordo com o Seattle Times, um executivo sênior de uma empresa de leasing é citado dizendo: Não oficialmente, a Cathay está dizendo que não precisará dos 777X”. A informação faz um pouco sentido, visto que à companhia aérea que assinou extensões de arrendamento de 10 anos ou mais em uma dúzia de aviões 777-300ER com a BOC Aviation.

O executivo sênior de uma empresa de leasing de aeronaves, que pediu para não ser identificado, diz que a companhia aérea está conversando com uma outra empresa diferente para estender os contratos de leasing de suas aeronaves Boeing 777-300ER por mais uma década.

O cancelamento do pedido neste momento seria uma situação bastante complicada para a Boeing, que teve um 2019 sombrio com sua crise do 737 MAX e atrasos na certificação do 777X. 

 

DEIXE UMA RESPOSTA