CCR Aeroportos Petrolina Aeroporto
Foto: Divulgação

Hoje (09), a CCR Aeroportos assume simultaneamente a operação de nove terminais brasileiros, concedidos no ano passado pelo Governo Federal na 6ª Rodada de Concessões Aeroportuárias.

Nos dias 24 e 31 de março, a empresa finaliza a transição operacional de outros ativos conquistados no mesmo leilão, somando 15 novos aeroportos, em oito estados das regiões Sul, Centro-Oeste, Norte e Nordeste do Brasil.

Esta é a primeira vez no mundo que tantas operações aeroportuárias são iniciadas simultaneamente, um marco na história do setor. O investimento previsto nestes aeroportos é de R$ 4,8 bilhões ao longo dos 30 anos de concessão.

Nesta primeira virada operacional, a companhia passa a ser responsável pelos aeroportos de Londrina e Bacacheri, no Paraná; Bagé, Pelotas e Uruguaiana, no Rio Grande do Sul; Joinville, em Santa Catarina; Imperatriz, no Maranhão; Petrolina, em Pernambuco; e Palmas, no Tocantins. No dia 24, passa a operar os aeroportos de Goiânia, na capital de Goiás; de São Luís, capital do Maranhão, e de Teresina, na capital do Piauí. 

E, finalmente, em 31 de março, a CCR assume mais três: os de Curitiba e Foz do Iguaçu, no Paraná, e o de Navegantes, em Santa Catarina. Até o fim do primeiro semestre, a empresa assume o Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte, concedido pelo Governo de Minas.

Com a expansão, a CCR consolida sua atuação como a maior operadora em número de aeroportos no Brasil. São 20 aeroportos em quatro países, nove estados brasileiros, e passa a movimentar mais de 40 milhões de passageiros/ano.

A empresa já atua na BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, além de operar internacionalmente os aeroportos Juan Santamaria, na Costa Rica; Quito, no Equador; e de Curaçao, nas Antilhas Holandesas, além de prestar serviços aeroportuários nos Estados Unidos.

“A CCR Aeroportos tem como compromisso zelar pela segurança, oferecer serviços diferenciados e promover experiências únicas para nossos clientes. Para isso, pretendemos potencializar as vocações de cada aeroporto, fomentar o desenvolvimento sustentável das regiões onde estamos inseridos, os negócios, o turismo, a geração de empregos e a renda”, explica Cristiane Gomes, CEO da CCR Aeroportos.

 

Os primeiros movimentos

CCR
Foto: CCR

As primeiras mudanças que a CCR realizará estarão diretamente relacionadas à segurança, ao conforto e à experiência dos passageiros nos aeroportos.

A companhia atuará na requalificação da infraestrutura, na sinalização, pintura, aplicação de nova identidade visual, higiene e limpeza, entre outros. Além disso, estas primeiras intervenções estão relacionadas às obrigações previstas no contrato de concessão.

A CCR, estando presente em todas as regiões do Brasil, se torna uma parceira estratégica para empreendimentos, proporcionando novas opções de alimentação, varejo e demais serviços nos aeroportos.

Como exemplo, a solução de Wi-Fi disponibilizada para os clientes terá sua velocidade aumentada em 10 vezes.

Conforme previsto em contrato, a empresa começa agora, simultaneamente à operação e às primeiras intervenções, a refinar os cronogramas e projetos dos investimentos, incluindo a implantação de obras e novos equipamentos, em cada um destes 15 aeroportos.

Esta fase de planejamento é usual, sendo acompanhada diretamente pela agência reguladora (ANAC) para que sejam cumpridas todas as exigências contratuais.

 

 

Com informações, CCR Aeroportos.