A Emirates Flight Training Academy, centro de treinamento inovador desenvolvido pela Emirates para atender à demanda global por pilotos, recebeu a entrega de suas duas primeiras aeronaves de treinamento Cirrus SR22 G6 em Dubai. São os primeiros de 22 monomotores a pistão Cirrus encomendados pelo centro para treinar futuros pilotos.

Ambas as aeronaves Cirrus SR22 G6, A6-CTA e A6-CTB, pousaram em Dubai após uma longa jornada transatlântica de 13 mil km. Dado o tamanho da aeronave e outros fatores restritivos como o tamanho do tanque de gasolina e autonomia de voo, a jornada do centro de produção da Cirrus nos EUA para Dubai teve que ser dividida em múltiplas partes.

Uma vez terminada a fabricação, ambas as aeronaves voaram de Duluth, no estado de Minessota, para Knoxville, no Tennessee – onde fica localizado o centro de entregas de aeronaves da Cirrus. Uma vez no centro de entregas, as aeronaves foram inspecionadas e testadas por equipes da Cirrus e da Emirates Flight Training Academy. Então, as duas aeronaves deram início a uma jornada transatlântica com 11 paradas em 10 países, voando uma média de 5 horas por dia.

Foto – Emirates

Partindo de Knoxville, A6-CTA e A6-CTB pararam em Portsmouth, New Hampshire, nos EUA, seguindo para Sept Iles e Iqaluit no Canadá. De Iqaluit, ambas as aeronaves cruzaram o Atlântico parando primeiramente em Nuuk na Groenlândia, depois em Reykjavik na Islândia, completando a travessia em Wick na Escócia. Esses voos foram os trechos mais longos voados pelas aeronaves na jornada entre os EUA e Dubai.

Uma vez na Europa, ambas as aeronaves voaram da Escócia para Sywell em Northamptonshire, Inglaterra, depois Veneza, Creta, Aqaba, Bahrein, e, finalmente, Dubai. Todos os voos foram realizados à luz do dia. Assista ao vídeo 360° das duas aeronaves Cirrus pousando no Aeroporto Internacional de Dubai.

Foto – Emirates

A Cirrus SR22 G6 será a espinha dorsal da frota de treinamento da Emirates Flight Training Academy. A aeronave conta com fuselagem moderna, dois displays de voo grandes de 12’’, um teclado controlador para sistema de gerenciamento de voo, indicador integrado de motor e sistema de alerta de tripulação. Além disso, possui autonomia de até 1.207 milhas náuticas (1.943 km) em velocidade de 183 nós (340 km/h) TAS True Air Speed.

Além das 22 aeronaves Cirrus SR22 G6, a Emirates Flight Training Academy também encomendou cinco aeronaves bimotor Embraer Phenom 100EV, tornando-se o primeiro centro de treinamento do mundo a utilizar a plataforma em treinamento.