CEO da Boeing vê impacto duradouro da pandemia de coronavírus no setor

(Reuters) – O presidente-executivo da Boeing, Dave Calhoun, disse nesta quinta-feira (02) que a pandemia de coronavírus terá um impacto duradouro na indústria aeroespacial global, e delineou as etapas para um plano de demissão voluntária de funcionários.

“Vai levar tempo para a indústria aeroespacial se recuperar da crise”, disse Calhoun em um memorando, acrescentando que a empresa “precisará equilibrar a oferta e a demanda de acordo com o processo de recuperação da indústria nos próximos anos”.

A Boeing está com a produção de aeronaves suspensa pelo menos desde 25 de março. A suspensão da produção durará 14 dias, durante os quais a Boeing continuará monitorando as orientações e ações do governo sobre a COVID-19 e seus impactos associados em todas as áreas da empresa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA