CEO da Delta disse que há interesse pelo Boeing 737 MAX na companhia

Foto: Nathan Coats via Flickr

(Reuters) – O presidente-executivo da Delta Air Lines, Ed Bastian, sugeriu a possibilidade de comprar o 737 MAX da Boeing, que recentemente foi aprovado para voar novamente pelos reguladores dos EUA, em entrevista ao Financial Times no domingo.

“Estamos conversando com a Boeing sobre muitas coisas diferentes, incluindo o Max”, disse o presidente-executivo da Delta ao Financial Times.

Qualquer pedido para o Boeing 737 MAX seria o primeiro da Delta, que não tinha a aeronave em sua frota quando o avião foi impedido de voar em março de 2019, após dois acidentes fatais.

“Se houver uma oportunidade em que nos sintamos confortáveis ​​em adquirir o MAX, não teremos hesitação em fazer isso”, acrescentou Bastian.

A Reuters relatou em outubro que a Delta está entre as companhias aéreas que a Boeing abordou para comprar dezenas de aviões 737 MAX construídos para clientes que desistiram de seus pedidos ou faliram, citando duas pessoas familiarizadas com o assunto.

O fator principal que pesa a favor da encomenda é o bom desconto da Boeing para a aeronave, juntamente com o fator do menor custo por passageiro transportado no caso do 737 MAX 8, em comparação com o A320neo.

A Delta não quer cancelar nenhum pedido realizado para aviões da família A320neo.


Bastian também lançou dúvidas sobre o corredor de viagens entre Nova York e Londres, chamando-o de “complicado” e disse que seria mais fácil relançar voos transatlânticos para “praticamente qualquer” outra capital europeia.

As principais companhias aéreas querem que os governos dos EUA e do Reino Unido realizem um teste de coronavírus para passageiros voando entre Londres e Nova York, para abrir caminho para a retomada de mais viagens internacionais.

 

DEIXE UMA RESPOSTA