Embraer
Foto - Embraer

Reuters – Em teleconferência com jornalistas realizada na última sexta-feira (19), o CEO da Embraer, Francisco Gomes Neto, afirmou que a companhia está trabalhando ativamente em parcerias para o desenvolvimento de produtos e espera poder anunciar algo em breve.

Gomes Neto não especificou quais novos produtos estão envolvidos nas discussões. No passado ele afirmou que a empresa espera desenvolver um novo avião turboélice, mas que não pode fazer isso sozinha.

Nessa semana a fabricante ainda divulgou mais uma projeção do seu novo bimotor turboélice. A aeronave deve ser apresentada entre 2022 e 2023. 

Embraer Turboélice
Foto: Embraer

Segundo a Reuters, China, Índia e Rússia estavam considerando uma parceria com a Embraer. A companhia quase vendeu a maior parte de sua operação de aviões comerciais para a Boeing por US$ 4,2 bilhões, mas o acordo acabou fracassando por conta da pandemia. 

Apesar da concorrência com a COMAC, o CEO da divisão de aeronaves comerciais da fabricante, Arjan Meijer, disse que vê o mercado chinês com bons olhos um potencial mercado chinês. 

Ainda ontem a empresa divulgou os resultados do 4º trimestre de 2020, fechando o ano com entregas de 44 aeronaves comerciais e 86 executivas, apresentando um queda de 51% na entrega de aviões comerciais e 21% na entrega de jatos executivos.