Boeing 737 MAX Ethiopian Airlines

A Ethiopian Airlines, uma das empresas que esteve envolvida em um dos acidentes fatais com o Boeing 737 MAX, disse que deverá retomar às operações com o modelo a partir de fevereiro do próximo ano.

A declaração foi feita pelo CEO da companhia Tewolde Gebremariam em comunicado. 

“A segurança é a nossa maior prioridade…. e orienta todas as decisões que tomamos e todas as ações que tomamos. Levamos tempo suficiente para monitorar o trabalho de modificação do projeto e os mais de 20 meses de rigoroso processo de retificação … nossos pilotos, engenheiros, técnicos de aeronaves e tripulação de cabine estão confiantes na segurança da frota.” Disse o CEO da Ethiopian.

A Ethiopian sofreu um acidente fatal em março de 2019, após esse acidente que vitimou 157 pessoas, o Boeing 737 MAX teve suas operações suspensas no mundo todo. Foram 20 meses até que a aeronave pudesse voltar a voar já com todas as atualizações e modificações necessárias para voar em segurança.

A Etiópia seguiu outros países e autorizou a retomada dos voos com o modelo, seguindo também as mesmas exigências de atualizações e modificações além dos treinamentos específicos para os pilotos.

 

 

Fonte: Aviation Voice

DEIXE UMA RESPOSTA