Gripen F-39E FAB 4100

A SAAB planeja transformar o Brasil em um polo de exportação global de produtos no setor de defesa.

O CEO presidente da empresa SAAB, Micael Johansson, disse em entrevista ao GLOBO que quer tornar o Brasil um hub da empresa sueca.

“Eu quero transformar o Brasil em um hub para a SAAB, junto com os parceiros brasileiros, para exportar para outros mercados. Isso pode ser o caça, como o Gripen, mas também outras coisas que gostaríamos de trabalhar com a indústria brasileira na área de defesa”, disse Johansson.

Marcus Wallemberg, CEO da SAAB- Foto: GLOBO

O CEO da SAAB e outras autoridades suecas estiveram em Brasília na semana passada e participaram da apresentação oficial do caça Gripen F-39E, que aconteceu no último dia (23/10), sexta-feira.

Com a chegada do Gripen a ideia de Johanson pode se tornar realidade e a própria concepção do Gripen torna isso possível, exemplo disso é a participação do Brasil no desenvolvimento do caça.

Algumas partes do Gripen já estão sendo fabricadas aqui no Brasil e 15 das 36 unidades serão fabricadas totalmente no país.

Além da Embraer outras empresas brasileiras estão envolvidas com Gripen, como por exemplo a Akaer e a AEL Sistemas, sendo que a AEL projetou uma tela WAD única para os caças Gripens F-39E/F.


Gripen F-39E pousando em Brasília-DF

A previsão é que as primeiras unidades operacionais do caça cheguem ao país no final de 2021. Os 36 caças vão ser operados a partir da ALA-2, em Anápolis-GO.

DEIXE UMA RESPOSTA