Aeroflot Rússia

As duas maiores companhias aéreas russas, Aeroflot e S7 Airlines, anunciaram o cancelamento temporário de todos os seus voos internacionais, exceto algumas ligações entre Moscou e Minsk, na Bielorrúsia.

A estatal Aeroflot divulgou em seu Twitter um aviso sobre o cancelamento de todos os seus voos internacionais, exceto as ligações para Minsk. Os passageiros, de acordo com nota oficial no site da companhia, vão receber o reembolso e assistência da aérea para reacomodação em outros voos. 

Já a S7 Airlines está com o mesmo procedimento, de reembolso ou reacomodação dos passageiros. A aérea interrompeu todas as suas operações para fora da Rússia no último sábado (05). A S7 Airlines é a segunda maior companhia aérea russa depois da Aeroflot.

“Os passageiros afetados estão recebendo notificações da companhia aérea, nossos especialistas estão trabalhando com eles nos escritórios de representação da S7 Airlines. Eles estão ajudando os turistas a voltar para casa nos voos de nossos parceiros”, acrescentou a companhia aérea.

S7 Airlines
Foto: Alexander Listopad / Planespotters.net

Excluindo a União Europeia, que fechou seu espaço aéreo para companhias aéreas russas, a S7 realizou voos para China, Coreia do Sul, Tailândia, Cazaquistão, Quirguistão, Tadjiquistão, Uzbequistão, Armênia, Azerbaijão, Emirados Árabes Unidos e Egito. 

Nenhuma das duas companhias justificaram o cancelamento dos voos, apenas informaram os passageiros sobre os procedimentos necessários. Nos últimos dias diversos países fecharam o seu espaço aéreo para aviões russos, como uma retaliação pela invasão da Rússia na Ucrânia. Como resultado, os voos da Rússia para destinos europeus tornou-se praticamente impossível de ser realizado.

A autoridade estatal de aviação da Rússia está recomendando que as companhias aéreas domésticas com aeronaves arrendadas no exterior suspendam voos de passageiros e carga internacionais a partir de 6 de março, para evitar sua possível apreensão de aeronaves.