Segundo informações veiculadas pelo Jane´s, a Força Aérea Chilena pretende atualizar os caças da que compõe a defesa aéreo do país o Lockheed Martin F-16 Fighting Falcon.

A atualização dos caças F-16 serão na parte da aviônica do caça, incluindo radares ativamente rastreados eletronicamente (AESA) que vêm com a variante F-16V Block 70 da aeronave.

O Chile tem 44 caças F-16 que foram adquiridos da Holanda, destes 36 devem passar pela modernização dos aviônicos embutidos na aeronave.

De acordo com o General Arturo Merino, chefe do Estado Maior Conjunto a atualização dos Falcons deve ser prioridade e que o país ainda pode adquirir mais F-16 Block 50 para reforçar o sistema de defesa aérea do país sul-americano.