China Airlines Boeing 747-400
Foto - Divulgação

O Boeing 747 consegue ser um avião belíssimo e com outras diversas qualidades, no entanto, nesta pandemia a aeronave teve seu sucesso totalmente desconstruído.

E com base nesse contexto mais uma companhia afirmou que está retirando e vendendo os seus aviões Boeing 747. A China Airlines, de Taiwan, colocou à venda quatro unidades de aviões 747-400, os últimos que estavam em operação.

Os quatro aviões estão estocados desde junho deste ano, pelo menos, pela baixa demanda de voos internacionais nesta pandemia. 

As aeronaves de matrícula B-18210, B-18211, B-18212 e B-18215 chegaram na frota da China Airlines entre dezembro de 2004 e abril de 2005. Estes são alguns dos 747-400 mais novos em operação, e podem interessar para uma operação cargueira.

A GA Telesis está gerenciando toda a parte de venda dessas aeronaves.

Apesar do 747-400 fazer parte da fase de crescimento e sucesso da companhia, a China Airlines optou em 2014 por substituir estes aviões por uma combinação de aeronaves Airbus A350-900 e Boeing 777-300ER.

 

DEIXE UMA RESPOSTA