Na última quinta-feira (01), comemorando o centenário do Partido Comunista Chinês, 15 caças furtivos Chengdu J-20 voaram sobre Pequim, participando de um impressionante desfile aéreo. Foram três formações, cada uma com cinco aeronaves. O voo marcou o maior número de unidades do modelo em apresentação pública simultânea, destacou o Global Times.

Fu Qianshao, especialista em aviação militar chinês, disse ao Global Times que um total de 15 J-20 voando juntos é sem precedentes e surpreendente de se ver. Isso indica que o J-20 está se tornando tecnologicamente maduro e entrou em produção em massa, com mais unidades começando a operar a aeronave, disse Fu.

Além dos furtivos J-20, caças J-10, helicópteros de transporte Z-8G e de ataque Z-10 participaram do sobrevoo em Pequim. A China não revelou o tamanho de sua frota de aviões de guerra stealth, mas espera-se que a PLAAF (Força Aérea do Exército de Libertação Popular) continue recebendo caças J-20 e outros aviões de guerra avançados para cumprir suas obrigações em situações externas complicadas, disseram os especialistas.

Pode haver alguns J-20 adicionais que serviram como substitutos e não foram utilizados no desfile aéreo, e também deve haver mais J-20 que não participaram do evento, pois eles eram necessários em treinamentos de rotina e missões de combate, disse Fu ao portal chinês. “A partir disso, podemos imaginar que a China agora tem uma frota bem grande de J-20.”

No mês passado mais um esquadrão da PLAAF foi equipado com caças J-20 usando motores de origem nacional, os turbofans WS-10. Em abril foi revelado que os J-20 poderão receber motores com vetoração de empuxo.

DEIXE UMA RESPOSTA