A Airbus e a China Aviation Supplies Holding Company (CAS) assinaram na tarde desta segunda-feira (25/03), um acordo para a encomenda de 290 aviões da família A320 e 10 da família A350, que serão operados por companhias aéreas da China.

O acordo foi assinado em Paris, na França, por Guillaume Faury, presidente da Airbus Commercial Aircraft e futuro CEO da Airbus; e Jia Baojun, presidente do CAS; na presença do presidente chinês Xi Jinping e também do presidente francês Emmanuel Macron.

O acordo é parte de um pacote de negociações entre a China e a França, e tem valor aproximado de 35 bilhões de dólares, quando consideramos o preço de lista das aeronaves.

“Estamos honrados em apoiar o crescimento da aviação civil da China com nossas principais famílias de aeronaves – de corredor único e de grande porte”, disse Guillaume Faury, presidente da Airbus Commercial Aircraft e futuro CEO da Airbus.

“A conclusão de um grande contrato (de aviação)…é um passo importante e um excelente sinal no atual contexto”, disse Macron em comunicado conjunto com Xi Jinping.

De acordo com a mais recente previsão do mercado chinês da Airbus, para os próximos 20 anos, a China precisará de cerca de 7400 novos aviões, o que representa aproximadamente 19% da demanda total mundial para mais de 37400 novas aeronaves.

A encomenda é impulsionada por uma significativa presença da Airbus na China. Em Tiajin o conglomerado europeu mantém uma linha de montagem final da família A320 e A330, com a produção de cerca de 10 aviões por mês.