Foto - COMAC

(Reuters) – A China Express Airlines, disse nesta quarta-feira que assinou um acordo de parceria estratégica com a Corporação de Aeronaves Comerciais da China (COMAC) para comprar um total de 100 ARJ21 e C919 aeronaves de passageiros para entrega a partir de 2020.

A companhia aérea regional de Guizhou não forneceu detalhes sobre o número de cada modelo que desejava comprar, mas disse que os dois lados precisavam adiantar os detalhes contratuais mais tarde, mostrou um arquivo corporativo na bolsa de valores de Shenzhen.

As compras planejadas das aeronaves desenvolvidas no país são um incentivo para a fabricante de aviões estatal COMAC, em um momento em que a pandemia de coronavírus está devastando a demanda global de viagens, levando muitas companhias aéreas a cancelar ou adiar pedidos de aeronaves com os principais fabricantes Airbus ( AIR.PA ) e Boeing ( BA.N ).

Aeronave Comac C919

A China Express e a COMAC também aprofundarão a cooperação no projeto e otimização de aeronaves, manutenção e serviços e na expansão do mercado internacional, especialmente nos países que se inscreveram na Iniciativa da Faixa e Rota da China e nos mercados africanos, informou a transportadora.

Até o final de maio, a COMAC havia entregue 25 jatos regionais ARJ21-700, de acordo com relatos da mídia estatal. As três maiores companhias aéreas estatais do país no ano passado anunciaram acordos para cada compra de 35 jatos ARJ21.

O C919, a tentativa da China de quebrar o duopólio da Airbus e da Boeing no mercado de aviões de passageiros de corpo estreito, ainda está em fase de testes de vôo após anos de atraso. Espera-se receber a certificação de aeronavegabilidade chinesa no próximo ano.

 

DEIXE UMA RESPOSTA