A China planeja lançar 10.000 satélites para competir com a constelação de satélites da SpaceX, empresa de Elon Musk.

A SpaceX lança quase que semanalmente um foguete Falcon 9 com 60 satélites Starlinks. O projeto Starlink visa montar uma rede global de satélites para fornecer internet para de alta velocidade para todo o globo e agora a China também almeja isso.

Hoje a SpaceX já tem 775 satélites Starlinks em órbita, mas Elon Musk almeja 12.000 satélites, com possibilidade deste número crescer ainda mais.

Foto – SpaceX

De acordo com o site The Euro Asia Time, a empresa estatal chinesa Corporação da Indústria e Ciência Aeroespacial da China (CASIC), tem plano de construir a constelação de satélites Xingyun, que assim como a SpaceX vai fornecer internet ia satélite.

“O espaço na órbita é alocado por ordem de chegada e a responsabilidade recairá sobre esses retardatários para garantir que seus satélites não colidam com os existentes”, Xie Tao, CEO da Commsat, um satélite privado baseado em Pequim O provedor de serviços de Internet e um contratado da China Telecom disseram à mídia chinesa que a China deveria lançar rapidamente seus 10.000 satélites para obter vantagem sobre os outros. 

Contudo, um dos problemas em vista é o número de satélites e com isso o lixo espacial acumulado, algo que já preocupa especialistas, principalmente astrônomos que fazem estudos espaciais a partir de observatórios. Estudos para resolver isso já estão sendo feitos.

Foto – Reuters

No entanto, existem outras empresas querendo essa nova corrida espacial, de Jeff” ‘Bezos, CEO da Amazon que tem a empresa espacial Blue Origin.


Por enquanto a maior concorrência de Musk é Bezos, para entender mais sobre o projeto de ambos, clique em nossa matéria especial.

DEIXE UMA RESPOSTA