Foto - Boeing

A Administração de Aviação Civil da China (CAAC) solicitou para as companhias aéreas do país, a total suspensão dos voos realizados com aeronaves do modelo Boeing 737 MAX.

A suspensão ocorreu depois do acidente com o 737 MAX 8 da Ethiopian Airlines na manhã deste domingo (10/03). A aeronave esteve envolvida em dois acidentes fatais nos últimos meses, que não deixaram nenhum sobrevivente.

Há cerca de 43 aviões do modelo 737 MAX em companhias aéreas da China, a China Southern Airlines, China Eastern Airlines e a Air China operam com este avião. Outras companhias encomendaram a aeronave, como a Hainan Airlines, mas ainda não receberam.

Foto – Boeing

A Cayman Airways, das Ilhas Cayman, também anunciou que estava suspendendo os voos com o 737 MAX. A companhia opera com cerca de 2 aviões deste modelo na sua frota.

As companhias dizem que a ordem do regulador foi emitida oralmente, os voos estão sendo aos poucos substituídos por outras aeronaves.

 

Via – Reuters/Bloomberg