A China Southern Airlines, uma das principais companhias aéreas da China, lançou nesta semana o seu planejamento para os próximos anos.

A companhia disse que planeja ter cerca de 1000 aeronaves na sua frota até o fim de 2020, e vai dobrar esse número até 2035.

De acordo com a empresa isso é impulsionado por uma demanda com alta de 20% ao ano, no mercado asiático. A expectativa é de 200 milhões de turistas por ano na China, em 2020.

Além disso a empresa pretende abrir voos para a América do Sul até o fim de 2021, mas por enquanto não há um consenso sobre qual destino operar aqui no continente. Anteriormente a companhia já tinha demonstrado interesse em operar voos para o Brasil e Argentina.

Atualmente a China Southern tem cerca de 800 aeronaves na sua frota, e mais 97 pedidos para novos aviões.