O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, realizou pela primeira vez, nessa quinta-feira (9), o lançamento noturno de um Foguete de Treinamento Básico (FTB). O exercício integra a atuação operacional durante a Operação Falcão I / 2018, iniciada na última segunda-feira (6).

A projeção ocorreu às 21h15 pelo horário local e o veículo percorreu 16 quilômetros até atingir o local de impacto no Oceano Atlântico. Em pouco mais de um minuto o FTB alcançou 30 quilômetros de altitude máxima. Ao todo, o voo de treinamento levou dois minutos e 44 segundos. Em outra atividade, foi testado o funcionamento de duas antenas de telemedidas do Centro, situadas em Alcântara, e que foram recentemente revitalizadas.

Foto – FAB

O Diretor do CLA, Coronel Engenheiro Luciano Valentim Rechiuti, avalia que a operação representou um grande desafio para o Centro, a começar pelo fato do lançamento ocorrer à noite pela primeira vez, utilizando somente o pessoal daquela Organização Militar, o que tornou a atividade ainda mais desafiadora.

“Ainda há o fato de, quase uma década depois, termos utilizado plenamente e com ótimo desempenho a Antena de Telemedidas Stella 43, nosso principal instrumento para coleta de dados dos veículos em voo, juntamente com sua antena secundária, ambas recentemente recuperadas e modernizadas”, explica.

Foto – FAB

“Por fim, o FTB apresentou um excepcional desempenho durante toda a trajetória de voo, caindo próximo à área de impacto prevista. O resultado reforça o grau de maturidade alcançado pelo Centro e o nível de profissionalismo de todas as equipes envolvidas. Isso demonstra que estamos preparados para operações cada vez mais complexas”, completa o diretor.

A operação Falcão I / 2018 realizada pelo CLA visa a preparação, o lançamento e rastreio de um FTB, com telemetria banda S, tendo como finalidade o treinamento operacional do Centro e, ainda, a obtenção de dados de seus instrumentos. O veículo, de fabricação nacional compõe o projeto Foguete de Treinamento (FOGTREIN), desenvolvido pelo Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da Força Aérea Brasileira juntamente à indústria.

 

Via – Força Aérea Brasileira