Avião Douglas DC-3 Air North
Foto: Air North

Após dez anos, um clássico Douglas DC-3 passou por uma grande e extensa manutenção para dar condições de voo, e com isso conseguiu realizar seu primeiro voo.

Apelidado de ‘Yukon Sourdough’, o Douglas DC-3 foi danificado durante uma grande tempestade. O clássico avião pertencia a companhia aérea do Canadá, Air North, que operou também aeronaves como ATR 42 e o Boeing 737. 

Avião Douglas DC-3 Air North
Foto: Air North

O Douglas DC-3 foi construído em 1942 e logo recebeu a matrícula CF-OVW, a aeronave voou por mais de 40 anos pela Air North inclusive no auge da empresa nos anos 80. 

O clássico avião foi encontrado em um anuncio de venda, onde Malcolm Van Kirk estava tentando vender a aeronave que foi vista pelo piloto Ken Casady. 

Ken logo se sensibilizou com a situação pois viu que Kirk e seu irmão não gostariam de vender a aeronave apesar das dificuldades de restauração. O resultado dessa conversa foi que o piloto abraçou a causa e ajudou no projeto de restauração do ‘Yukon Sourdough’.

Após dez anos de fazer seu último voo, o Douglas DC-3 foi completamente restaurado e preparado para voltar a cortar os céus do Canadá. A aeronave será exposta no evento aéreo de Oshkosh. O objetivo dos parceiros no projeto é um só, “administrar esse avião”.

Ken Casady está a procura de parceiros para ajudar a custear as operações e preservação do Douglas DC-3, como a manutenção, preparação para voos e hangaragem além do combustível. Segundo o piloto, o clássico avião gastaria por volta de US$ 1,500 para cada hora voada.

“Queremos que seja um equipamento de controle ativo … não pendurado no teto em algum lugar de um museu”, reforça Casady.

Avião Douglas DC-3 Air North
Douglas DC-3 totalmente restaurado no Canadá Foto: Air North

Um dos membros da equipe de restauração do clássico avião, o piloto disse que espera uma ajuda das pessoas assim como acontece para manter o Museu da Força Aérea Americana que conta com aeronaves clássicas. 

Ao longo do processo de restauração do avião da Air North, diversos desafios foram impostos para a equipe. Além do tempo e dinheiro, também entrou o emocional para os voluntários que sentiram a perda de um dos membros fundadores o Capitão Stephen K. Van Kirk.

O capitão era um apaixonado por avião e pelo Douglas DC-3, possuía diversos empreendimentos voltados para a aviação, entre eles a Wings for Val Foundation, que oferecia bolsas de estudo para mulheres que tinham sonho de seguir carreira na aviação.

 

 

Com informações da Simple Flying